BRIGADA DE TRÂNSITO

PAINEL DO USUÁRIO

Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens

TRÂNSITO
LINKS RÁPIDOS

 



 
     
-
 
Votação

LIMITE VELOCIDADE NA AUTO ESTRADA

48% 48% [ 173 ]
52% 52% [ 185 ]

Total dos votos : 358

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Novembro 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Calendário Calendário

POSTO VIRTUAL

 




EMEL incentiva produtividade, mas penaliza erros dos fiscais

Ir em baixo

27102012

Mensagem 

EMEL incentiva produtividade, mas penaliza erros dos fiscais




Os fiscais da EMEL – Empresa Pública de Estacionamento de Lisboa têm incentivos à produtividade, mas também são penalizados quando cometem erros, disse o presidente da empresa, garantindo que aqueles funcionários «não inventam multas».
«Não escondemos que temos um sistema de incentivos à produtividade. Não inventámos nada. Imitamos o que se passa em muitas empresas públicas e privadas», disse António Júlio de Almeida.

Segundo o presidente da EMEL, esse é um dos cinco critérios do sistema de incentivos.

«Percebe-se que a fiscalização quanto mais efectiva for, mais induz o pagamento do estacionamento e, nesse aspecto, o sistema de incentivos foi um pilar para que a empresa conseguisse duas coisas básicas: um aumento considerável da produtividade da fiscalização que se tornou mais efectiva e uma paz social: as pessoas participam daquilo que contribuem para a empresa. Participam dos ganhos», afirmou.

Por outro lado, António Júlio de Almeida frisou que existem também critérios eliminatórios «ligados com a assiduidade e com erros: três erros seguidos e os fiscais já não têm prémio, para evitar a caça à multa».

«Não queremos que andem na caça à multa e só é multado quem está em condições de ser multado, só é bloqueado quem está em condições de ser bloqueado e só é removido quem está em condições de ser removido. Os nossos funcionários não inventam multas, nem inventam bloqueios. Quem erra, quando erra, não há prémio para ninguém», sublinhou.

Segundo o presidente da EMEL, «os indicadores de multa, bloqueio ou reboque por lugar de estacionamento são duas a três vezes inferiores aos de qualquer cidade espanhola, inglesa, francesa, canadiana ou norte-americana que usamos para comparação».

«Não é um sinal que a nossa fiscalização seja extremamente agressiva ou intolerante», indicou.

António Júlio de Almeida disse que as multas pesam menos de cinco por cento das receitas da EMEL e referiu que a empresa emite entre 22 a 25 mil multas por mês.

O presidente da EMEL falava na sequência da notícia do jornal Público do passado domingo, segundo a qual, e citando o vereador da Mobilidade, Nunes da Silva, o salário dos fiscais da empresa vai deixar de depender da quantidade de multas passadas.

Segundo Nunes da Silva, o sistema de incentivos à produtividade «tem resultados perversos».

http://sol.sapo.pt/inicio/Sociedade/Interior.aspx?content_id=61817


avatar
BRIOSA BT
ADJUNTO DO COMANDANTE
 ADJUNTO DO COMANDANTE

PAÍS :
MENSAGENS : 1277
LOCALIZAÇÃO : Lisboa
INSCRIÇÃO : 04/01/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Compartilhar este artigo em: diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum